“Pois neste dia será feita uma expiação para lhe purificar; de todos os seus pecados perante Hashem, você será purificado."

A magnitude deste dia deve ser compreendida para que se possa atrair a enorme Luz que está então disponível. Do versículo citado, podemos deduzir que a essência desse dia é a purificação. A idéia de que o próprio Yom Kipur purifica e traz expiação também deve ser entendida.

Após o pecado do bezerro de ouro, Moshê (Moisés) rezou e, no dia dez do mês hebraico de Tishrei, D'us concedeu pleno perdão ao povo judeu. 

Yom Kipur é o Dia da Expiação, sobre o qual declara a Torá: "No décimo dia do sétimo mês afligirás tua alma e não trabalharás, pois neste dia, a expiação será feita para te purificar; perante D'us serás purificado de todos teus pecados." 

Você gostaria de participar deste dia?

Então comece tirando seus sapatos de  couro, limpe o rosto, retire toda a maquiagem, desaperte a gravata, faça uma boa refeição até as 18h da véspera, neste ano é dia 29 de setembro sexta-feira. Coloque uma roupa clara, confortável, prepare suas orações, seu livro de rezas, prepare-se para jejuar até o dia seguinte.

A véspera de Yom Kipur inicia com o antigo costume de Caparot, que é realizado antes do raiar do dia. Um homem ou menino pega um galo, uma mulher ou menina, uma galinha, segura na mão, recitando a prece Benê Adam, girando a ave nove vezes sobre a cabeça. A prece continua: "Seja esta a minha expiação...". 

Uma das principais Orações deste periodo é AVINU MALKEINU, uma oração compara ao Pai Nosso. 

Vale a pena nestes dias meditar em cada frase desta belissima suplica, deste dialogo entre o homem e seu Criador. 

A Oração esta em hebraico (transliterado) e português. 

Neste período vivemos o signo de libra, pois buscamos um novo casamento. 

Ao nos deparamos com o 1º erro/pecado, nos deparamos que a maior falha de Adam, e que, talvez não foi comer a fruta, mas não assumir a responsabilidade pelo ato. 

O erro é um ato de infidelidade, que rompe uma aliança.