As Letras hebraicas são os filtros para que possamos receber a energia do mês de forma PROATIVA, positiva, e fazer deste mês o melhor.

Observe da direita para a esquerda, as letras Samech, que criou a Constelação de Sagitário e Guimel, que criou o planeta regente do mês, Júpiter.

 

O 9° mês do calendário Cabalístico traz KISLEV, signo de sagitário.

Este é um mês positivo, conhecido como mês das Luzes e de equilíbrio, é um período de reavaliação.

Kislev deriva da palavra confiança e certeza. É um mês em que comemoramos a festa das Luzes – Chanuká. A palavra Chanuká significa DEDICAÇÃO - a Festa da Dedicação ou Festa das Luzes. Chanuká também significa: Inauguração, consagração.

É um mês que possui a energia de Hinuch – Educação (capacidade de educar-mudar), um mês de elemento fogo, que traz o milagre, e dá condições a novos projetos. Molda, traz um novo estado físico. Mas a mudança exige a busca de equilíbrio, pois através da flecha do sagitário deveremos alcanças níveis mais elevados, objetivos maiores.

Energia cósmica

Sagitário é Keshet (arqueiro) em hebraico.

O arco de Kislev (que é o arco dos Macabeus), simboliza confiança ativa em D'us, de lutar contra aquilo que nos é impróprio.

Arco – (como o arco-íres) tem a função de sobrepujar muitas coisas, é o que nos traz força. Eleva-se do ponto de baixo (cavalo) ao mais alto (homem). Quanto mais você puxar, mais alto vai. Estas são as energias dos aventureiro, aqueles que podem se imbuir de excesso de confiança e ao mesmo tempo de letargia.

Este é um mês de dualidade, mas esta dualidade é usada de forma positiva (construção e destruição).  Toda a destruição vem para uma nova reconstrução. Chanuká é uma festa baseada na invasão das energias idólatras, da imposição do outro sobre nós. O que nos leva ao despertar e a luta pelos ideais.

Sagitário nos imprime certezas e positivismo, Auto-confiança e Fé.

É um Místico, filosofo, apreciando o outro lado da vida (o que observa por cima), é aquele que traz as leis, as regras. Os limites para o crescimento.

D'us o utiliza para dar forma ao mundo e a um designo determinado.

Esta é a fase de digestão da espiritualidade. A energia deste signo é regida por BINA – portador de normas concretas, morais, expressadas em idéias claras, onde seus impulsos o levam a legislação (normas e ordens). Está ligado ao mundo da criação.

Planeta:

 Júpiter: é Tzedek, o justo, o tzadik, é aquele que eleva a alma acima da Grécia (conceito de beleza e cultura material). Júpiter é um dos maiores astros, traz a cura o equilíbrio Justo é aquele que não carrega culpa, que é inocente, correto.

Tzedek  é a raiz de “estar certo, com a razão”, ser justo, ser justificado. Fazer justiça, é sucesso, graça. Esta ligada a palavra Tzedaka: normalmente traduzida por caridade, mas que realmente significa justiça, honestidade, verdade e salvação. É o ato de amor justo.

Este é o mês do Sono, quando necessitamos recuperar/renovador as forças, mas também é a inércia total, levando a pessoa a não fazer nenhum esforço – tranqüilidade que entra com a confiança em D'us.

Sheina – Shinui (sono-alteração) dormir representa a confiança na Divina Providência. No sono temos o contato com o Sonho, com o sonhar – sonhos bons refletem uma personalidade e pensamentos bons, por isto neste mês atraímos a inspiração, a imaginação. Estar inspirado é estar abençoado! 

 

Tribo:

A arte do arco foi dado a tribo de Benjamin, que simboliza confiança e descanso. Foi a única tribo que nasceu na Terra de Israel. O local onde as experiências divinas ocorrem, pois D'us completa todo o espaço.

Raquel dá luz, em um parto difícil, onde ela morre: “Ben-Oni – filho de meu transe”. Imediatamente Jacó diz: “Biniamin – Filho da direita.”

“Ben-Oni”: significa agonia, on é transe, sopro, esforço, destruição e agonia.

Biniamim = Benjamim:  Querido e honrado, é ligado a mão direita. Jacó traz um destino melhor a seu filho. Nasce depois do exílio do Pai. Após a vitória contra o anjo e a reconciliação com Esaú. Ele é o filho do sul. (Nascido no sul da mesopotâmia).

Outra tribo que representa é Naftali:

“Solto e esbelto, qual um veado discorre com palavras fascinantes”

“Rachel diz:“nas justas de Elohim, justei com minha irmã e prevaleci – Ela clama seu nome Naphtali – minha justa.”

Letra:

Samech:  criou a energia da constelação de Sagitário.

Ligado ao circulo, infinito e Onipresença Divina. É o braço direito de D'us que abraça.

D'us leva o braço com o arco para o seu destino.

Medite na seqüência de letras, no hebraico, da direita para a esquerda, para melhor conexão com a luz do mês. A primeira sequencia está nos conectando a oração que nos traz a força da luz, vem da oração Ana BeKoach e a segunda sequencia representam as letras que deram origem as energias deste mes. Os filtros da luz!

 

0
0
0
s2sdefault