Na vida nada é por acaso, tudo tem um propósito maior, pois para a kabbalah existe um desejo maior, vindo do Ein Sof ( Nada Absoluto). O Criador escreve e coloca cada planeta no seu lugar para que possamos, junto com ele, cumprir nossa Missão.
Os ciclos em nossas vidas não são lineares, mas se apresentam em espiral, num crescente que não percebemos – tempos se confundem, passado, presente e futuro são um só. Nada aconteceu, mas está acontecendo.
Nossa angustia está em correr como o relógio, só paramos por que a pilha acabou.
O maior mapa de ajuda que temos é o Calendário cabalístico, o verdadeiro GPS DIVINO, onde percorremos mês a mês as formas astrológicas e seus portais de crescimento, as Festas.
O calendário é solar e lunar, os dias são contados pelo movimento da Lua e a cada ciclo lunar somos remetidos a diferentes experiências, onde temos a oportunidade de corrigir nossas vidas e andar para frente.
No calendário temos 12 meses com correções temporários com a entrada do 13° mês.