Kabbalah da Madonna

Nos mistérios do homem  descobrimos os mistérios de D'us, kabbalah é o conhecimento que busca a sabedoria, a partir do entendimento, um entendimento da vida através do que está implícito e não explicito. Nossa ligação com D'us e com toda a sua criação está inserida na ligação que temos com Ele através da Torá ( livro sagrado, conhecido como Pentateuco). É através da palavra, das letras que nos ligamos em D'us. 

Pelo seu estudo nos descobrimos e passados do estado inferior de consciência (Katnut) para um estado superior (Gadlut), do denso ao sutil, do corpo para a alma. Nos descobrimos caminhantes do deserto, libertos de nossas escravaturas e em busca da terra prometida, terra de leite e mel.
A Kabbalah é uma linha de vontades, pensamentos e ações, que modificam nossa relação com a vida, com o Todo, nos coloca no caminho da totalidade, do viver aqui na terra e trazer a espiritualidade, transformando o mundo material na vasilha que irá conter a santidade, e para isto é nos coloca em um deserto interno, nos cega para fora, abre nosso ouvido para ouvirmos nosso coração, nossas verdades, nossos mistérios, para que possamos nos reconhecer e reconhecer nossa inteligência corpórea, nossos instintos que nos desviam, que pecam, que se distraem na caminhada.

Aprendemos nesta caminhada a ler entre linhas, buscar o que não está escrito, mas está pairando sobre as letras. Nos descobrimos um texto de letras e códigos. Caminhamos em ciclos, ciclos de tempos, para podermos nos perceber em nossa multiplicidade de significados, são muitas as leituras que podemos fazer da vida, e dos textos, são muitos significados que D'us nos dá. Ele é um, em muitos. 

Seu conhecimento tem como objetivo um  único casamento, o homem e D'us, mas para chegar nele, precisamos de muitos casamentos, talvez de muitas vidas, muitos ciclos. Necessitamos casar as partes fragmentadas do nosso eu, nos descobrir metade, pois vivemos no mundo da dualidade, para que realmente possamos buscar a alma gêmea, a outra metade. Assim, deverias comer a metade que comemos, comprar a metade do que compramos e ocupar a metade do espaço que ocupamos, para que a outra metade possa aparecer, manifestar-se. Descobrir seu masculino ou feminino. Segundo um texto cabalístico, pergunta-se “- O que está fazendo D'us agora? Afinal fez o universo em seis dias, e agora? D'us está fazendo Shiduchim, casamentos, D'us é um casamenteiro. Mas D'us acha difícil fazer estes casamentos e por isto é que demora para juntar os pares, e as pessoas são tão impacientes que não esperam que D'us as junte, e se juntam por sua própria conta. ”, “Para D'us é tão difícil fazer um casamento como separar as águas do mar vermelho, pois as águas tendem a se unir e os seres humanos a se separarem.”

Kabbalah é feminina como uma madona, e madona aprende Kabbalah todos os dias, pois aprende a RECEBER.

Kabbalah é recebimento, em hebraico e nos ensina a receber, a vermos o que estamos comendo, pegando, tocando, acolhendo, penetrando e se ligando. E descobrimos que absorvemos e recebemos qualquer coisa, sem critérios de um eu divino, mas criterios de um eu reflexivo, volátil, voltado para o olhar dos outros.

Quantos de nós recebem D´us em sua vida a todo instante???

A Kabbalah da Madona vai muito mais além da musica, do sucesso...mas constroi uma estabilidade e disciplina constante dada a alma, aos extintos, aos desejos desenfreados.

 

 

0
0
0
s2sdefault