As 3 Semanas Negativas!

 Você sabia que existe um período do Ano em que a energia da Luz chega e não temo proteção?

Estes dias fecham 3 semanas no período entre TAMUZ ( mês de Câncer) e AV ( Mês de Leão).

A história manifestou estas datas com acontecimentos negativos, ocorridos em diferentes anos, no mesmo dia!

Para a Cabala o tempo guarda a memória, não do acontecimento, mas da energia que causou o acontecimento. Então este é o dia em que temos muitos cuidados. É um dia muito ruim! Por isto, ficamos em jejum, para evitar atrair as forças negativas e não ter como neutralizar, pois na realidade espiritual nós não temos as forças que neutralizam.

Leia sobre PINCHÁS......

Veja os acontecimentos:

Moshê quebra as Tábuas (1313 AEC); 

o serviço no Templo é interrompido (423 AEC); 

as muralhas de Jerusalém são invadidas (69 EC)

O Talmud (Taanit 28b) relaciona cinco eventos trágicos na história judaica ocorridos em 17 de Tamuz, motivo pelo qual foi instituído um jejum neste dia (veja Leis e Costumes abaixo). 

1 – Ao testemunhar o povo adorando o bezerro de ouro, Moshê quebrou as Tábuas inscritas com os Dez Mandamentos que estava trazendo do Monte Sinai (1313 AEC).

2 – As oferendas de sacrifícios diários (Corban Tamid) no Templo Sagrado foram interrompidas, três semanas antes da destruição do Primeiro Templo pelos babilônicos em 423 AEC.

Os seguintes eventos estão conectados com a conquista de Jerusalém pelos Romanos e a destruição do Segundo Templo em 69 EC.

3 – As muralhas da cidade de Jerusalém sitiada foram rompidas.

4 – O general romano Apostomus queimou a Torá e 

5 – colocou um ídolo no Templo sagrado 

(a luta em Jerusalém continuou por três semanas, até 9 de Av, quando o Templo Sagrado foi incendiado).

Leis e Costumes: 

Dia de jejum; início das “Três Semanas” negativas.

17 de Tamuz é um dia de jejum, devotado a prantear os trágicos eventos que ocorreram nesta data, ao arrependimento e a retificar suas causas. Abstemo-nos de toda comida e bebida desde o “romper do dia” (cerca de uma hora antes do nascer do sol, dependendo da localização) até o anoitecer. Preces especiais e leituras da Torá são acrescentadas aos serviços do dia. 17 de Tamuz também assinala o início das Três Semanas, período de luto que culmina com 9 de Av,( 30 de julho) marcando a conquista de Jerusalém, e destruição do Templo Sagrado e a dispersão do povo judeu. Casamentos e outros eventos alegres não são realizados durante este período, e diversas atividades agradáveis são limitadas ou proibidas.

Rezar, meditar e principalmente evite atos REATIVOS, evite ficar no julgamento, na vitimização - FIQUE EM PAZ!!!!!

Com a destruição do templo a Shechina entrou em seu exilio, e sem ela não temos um filtro para luz, o que nos causa uma grande reatividade. Ela, a Shechina, no caso, simboliza a coluna do meio, a nossa capacidade de  equilibrar, resistir a luz e compartilhar, ou simplesmente dar um limite, eu diria até, sentir-se satisfeito.

Durante as 3 semanas negativas, chamadas semanas de LUTO, não é permitido a realização de casamentos, festas, negociar, comprar ou viajar, evitando-se tudo que traz o prazer da luz, pois esta luz vem com "curto circuito". 

O curto circuito é um termo que  fala sobre a luz que chega e não é aproveitada, não fica, não transforma, só causa um prazer imediato e depois deixa a escuridão.

Neste período buscamos ser proativos, cuidar com tudo que pode guerra reatividade, devido a grande carência afetiva que existe no mês de Tamuz!

 

0
0
0
s2sdefault